Criação de produtos impressionantes com cores esteticas naturais

As cores desempenham um papel importante em nossa percepção de alimentos, bebidas e outros produtos. Seja o vermelho vibrante de um morango maduro, o verde profundo de ervas recém-colhidas ou o tom dourado de um pão perfeitamente assado, as cores têm o poder de cativar nossos sentidos e aprimorar nossa experiência geral. Nos últimos anos, tem havido uma demanda crescente dos consumidores por cores naturais e esteticamente agradáveis nos produtos que consumimos -cores conhecidas como “cores esteticas” . Essa mudança nas preferências dos consumidores levou a um foco maior na utilização de corantes naturais derivados de fontes vegetais, frutas e vegetais.

O apelo das cores estéticas vai além do mero apelo visual; ele se estende ao impacto psicológico e emocional que elas têm sobre os consumidores. Cores diferentes evocam várias respostas e associações, influenciando nossas percepções de sabor, frescor e qualidade. Por exemplo, uma cor laranja brilhante e vibrante pode evocar sensações de energia e frescor em uma bebida com sabor cítrico, enquanto uma cor marrom profunda e rica pode provocar uma sensação de indulgência e conforto em uma sobremesa de chocolate.

Os corantes naturais ganharam popularidade devido às suas inúmeras vantagens em relação aos sintéticos. Os consumidores estão buscando cada vez mais produtos com rótulos limpos e transparentes, livres de aditivos artificiais. Os corantes naturais oferecem uma solução atraente, pois proporcionam cores vibrantes e diversificadas e, ao mesmo tempo, mantêm um rótulo limpo. Eles são derivados de fontes como frutas, vegetais, especiarias e extratos botânicos, oferecendo uma ampla gama de tonalidades, incluindo vermelhos, amarelos, azuis, verdes e muito mais.

Entendendo as cores esteticas

As cores esteticas referem-se ao apelo visual das cores e seu impacto emocional na percepção do consumidor. Elas desempenham um papel significativo nas preferências do consumidor e no apelo do produto, influenciando tudo, desde as expectativas de sabor até as decisões de compra. As cores estéticas são mais do que apenas uma experiência visual; elas têm um impacto psicológico e emocional sobre os consumidores.

A psicologia das cores é o estudo de como as cores influenciam o comportamento, a emoção e a percepção humana. Ela explora como cores diferentes evocam sentimentos, memórias ou associações específicas, afetando as preferências e decisões dos consumidores. Por exemplo, o vermelho é frequentemente associado à paixão, ao entusiasmo e à energia, enquanto o azul está ligado à confiança, à lealdade e à estabilidade. Essas associações podem influenciar significativamente a forma como os consumidores percebem e respondem aos produtos.

Além das associações psicológicas e emocionais, a cor de um produto também pode afetar a percepção do sabor. Por exemplo, pesquisas demonstraram que a cor vermelha pode aumentar a percepção de doçura de uma bebida, enquanto o azul pode fazer com que uma bebida pareça mais refrescante. Esse fenômeno é conhecido como “correspondência modal cruzada”, em que um sentido afeta a percepção de outro.

Compreender o impacto psicológico e emocional de diferentes cores nos consumidores é fundamental para selecionar a cor certa para um produto. Isso requer uma compreensão profunda das preferências do consumidor, das influências culturais e das tendências do mercado. As empresas investem em pesquisas de mercado para determinar as cores e as combinações de cores mais atraentes para seu público-alvo.

No desenvolvimento de produtos, a cor de um produto é escolhida para refletir sua finalidade ou mensagem pretendida. Por exemplo, uma bebida comercializada como “energizante” pode utilizar cores vibrantes e quentes, como vermelho ou laranja, enquanto um produto comercializado como “calmante” pode utilizar cores frias e suaves, como azul ou verde. A cor de um produto também pode refletir sua qualidade ou frescor, com cores brilhantes e vibrantes representando frescor e cores opacas ou desbotadas indicando envelhecimento.

Tendências de cores esteticas

As tendências de cores esteticas no setor de alimentos, bebidas e outros produtos estão em constante evolução e são influenciadas por uma série de fatores, inclusive influências culturais, preferências do consumidor e variações sazonais. Manter-se em sintonia com essas tendências é essencial para as empresas que buscam criar produtos visualmente atraentes e comercializáveis.

Uma das tendências predominantes nos últimos anos tem sido a mudança para cores vibrantes e ousadas que provocam uma sensação de entusiasmo e diversão. Os consumidores estão cada vez mais atraídos por produtos com estética visualmente marcante e digna do Instagram. Isso levou a um aumento no uso de tons intensos, como azuis vibrantes, rosas eletrizantes e amarelos energéticos em várias ofertas de alimentos e bebidas.

Outra tendência emergente é a incorporação de cores terrosas e naturais. À medida que os consumidores buscam produtos mais sustentáveis e inspirados na natureza, tons suaves como verdes suaves, marrons quentes e laranjas sutis ganharam popularidade. Essas cores evocam uma sensação de naturalidade, autenticidade e conexão com o meio ambiente, alinhando-se com a crescente demanda por opções orgânicas e ecológicas.

As cores pastéis também causaram um impacto significativo nas tendências de cores estéticas, principalmente no setor de sobremesas, confeitos e produtos de panificação. Tons suaves e sonhadores como rosa blush, azul pálido e roxo claro criam uma sensação de elegância e delicadeza. Essas cores geralmente evocam nostalgia e uma sensação de indulgência, o que as torna particularmente atraentes para os consumidores que buscam um toque de capricho e sofisticação em suas escolhas alimentares.

Além disso, os gradientes de cor e os efeitos ombré ganharam popularidade nos últimos anos. Essas técnicas envolvem a mistura perfeita de várias cores, criando transições visualmente impressionantes que cativam a atenção dos consumidores. De bolos ombré a tigelas de smoothie com gradiente, esses efeitos de cores acrescentam profundidade, dimensão e um apelo visual exclusivo aos produtos.

É importante observar que as tendências de cores esteticas podem variar em diferentes regiões e culturas. Por exemplo, enquanto cores vibrantes e ousadas podem predominar em determinados mercados, tons mais sutis e terrosos podem ser preferidos em outros. As influências e tradições culturais desempenham um papel significativo na formação das preferências de cores, e as empresas devem estar atentas a essas nuances ao visar mercados específicos.

As variações sazonais também influenciam as tendências de cores estéticas. Por exemplo, cores brilhantes e refrescantes são geralmente associadas ao verão, enquanto cores quentes e aconchegantes são populares durante o outono e o inverno. Os ingredientes e as festividades sazonais podem inspirar escolhas de cores específicas, permitindo que as empresas alinhem seus produtos com os estados de espírito e os temas predominantes de uma determinada época do ano.

Manter-se a par das tendências de cores esteticas envolve pesquisa contínua, monitoramento de plataformas de mídia social, observação de líderes do setor e envolvimento com os consumidores. Ao compreender e incorporar essas tendências no desenvolvimento de produtos, as empresas podem criar ofertas visualmente cativantes e dentro da tendência que repercutem em seu público-alvo.

Você pode obter mais informações sobre o mundo da percepção, das tendências e da psicologia das cores nesta pesquisa

Para obter mais informações sobre o portfólio de corantes naturais da IMBAREX, entre em contato conosco aqui:

+

CONTATE-NOS

    Cargando imágenes...